Destaque, Home, Varejo

Qual a diferença entre shopper e consumidor?

diferença entre shopper e consumidor

Certamente você já deve ter lido por aí muitos artigos com o termo “shopper”, porém existe certa dúvida em relação ao real significado deste termo e sua relação com o público consumidor. No varejo shopper e consumidor são termos utilizados para diferentes públicos.

Você sabe qual é a diferença entre shopper e consumidor?

Primeiro vale dizer que não se trata só de um capricho ou modismo de termos do varejo. O fato é que, quando estudamos o mercado consumidor com mais detalhes e pesquisas, é preciso diferenciar os comportamentos para entender melhor o público.

A diferença entre shopper e consumidor

Shopper é qualquer pessoa que realiza a compra, sem que ela seja o consumidor final. Pode ser um filho realizando a compra para a mãe, o marido comprando algo para os filhos, amigos comprando presentes etc.

Já consumidor é, como a própria palavra diz, aquele que vai consumir o produto ou serviço, independentemente de ter sido ele o comprador ou não. No mercado especializado em varejo o consumidor também é chamado de consumer.

Agora que você sabe o significado dos termos, é interessante saber que as pesquisas consideram a geração dos shoppers para estudar seu comportamento.

Um estudo da Nielsen, por exemplo, mostrou que a geração que hoje tem entre 25 e 34 anos é a que tem maior potencial de consumo atualmente. Também chamada de Millennials, essa geração costuma ser fiel às marcas. Já as pessoas com mais de 60 anos são mais críticas na hora de comprar.

Outros dados interessantes dessa recente pesquisa:

  • 48% do público mais velho não leva lista de compras para o mercado
  • 72% deles prefere fazer compras durante a semana
  • 67% compra mais do que o necessário caso encontre algo interessante na loja

Por que é importante saber diferenciar os termos do varejo?

Para os varejistas que querem entender melhor sua área de atuação para se destacar e crescer, é importante ter esse conhecimento. Shoppers e consumidores não se comportam igualmente e essa informação pode fazer a diferença para o seu varejo.

Com dados assim em mãos é possível fazer mudanças no ponto de venda para torná-la mais atrativa, adequar o atendimento da loja e vender mais.

A diferenciação entre esses termos é muito relevante para quem trabalha no varejo ou se interessa pelo assunto. Ainda assim, é importante ressaltar que essa nomenclatura é de referência para o varejo, ou seja, nem os órgãos de defesa do consumidor ou o próprio cliente vai fazer essa distinção.

Você tem alguma dúvida sobre estes ou outros termos do varejo? Comente!

Deixe um comentário